O culto aos santos e imagens, promovidas pela Igreja ~Cristã Oriental, produziu o apelo que Maomé focou na doutrina do Islamismo. O Judaísmo sempre foi uma religião anti-icônica, isto é, contra o uso de objetos de adoração. Símbolos de fé podem ser diferentes de objetos de culto. A igreja cristã ocidental tem a chance de evitar o uso dos objetos de culto em contextos orientais, especialmente na Civilização muçulmana. Isso é retornar aos princípios para promover a Paz.

Blog Paracleto

A mais freqüente correspondência da Madona Negra é como Ísis, a grande mãe egípcia, em sua representação materna, segurando ou amamentando seu filho Hórus. O culto de Ísis se difundiu do Egito para os países do Mediterrâneo, tendo se mantido durante toda a duração do Império Romano. Nos últimos séculos desse Império, outras estatuetas de deusas escuras, como Cibele e Diana de Éfeso, também foram reverenciadas juntamente com Ísis. Apesar da cristianização, esse culto continuou até a Idade Média e, pela proximidade com a África e o Oriente, muitas Madonas Negras ainda existem nos países limítrofes.

Na França, já foram localizadas mais de 300 Vierges Noires, das quais sobreviveram intactas cerca de 150, as demais tendo sido pintadas de branco pelos monges, destruídas por fanáticos, roubadas ou adquiridas por colecionadores. As mais famosas Madonas Negras são as da Catedral de Chartres (França), de Mont Serrat (Espanha) e Czestochova (Polônia). Das…

Ver o post original 1.290 mais palavras

Anúncios