O Instituto Paracleto tem postado várias pesquisas e temas considerados relevantes para a implantação do Reino de Deus. No Blog, aparecem nossos tweetes que utilizamos para enviar mensagens para autoridades e profissionais de pesquisa sobre a falta de conexão das políticas públicas com as necessidades do povo brasileiro.

Desde 1981, quando aceitei seguir o Senhor Jesus, tenho estudado a Palavra de Deus. Especialmente na sua aplicação aos dias de hoje. Acabei de concluir um estudo bíblico sobre o evangelho de Marcos. É impressionante como temas são muito fortes: Reino de Deus, missão, libertação, curas e confrontos. Em outra postagem, vamos abordar como o evangelista Marcos ousou registrar parte das narrativas cativantes, ensinos transformadores e intervenções poderosas.

Em 2011, publiquei o livro Missão da igreja: dimensões e efeitos após concluir curso MBA em missiologia pela FTSA. Após destacar ferramentas de avaliação de igrejas, falei sobre a relação institucional com outros sistemas. Hoje, chamamos de “7 montanhas”. Denunciei o uso político da Petrobras através de patrocínios de escolas de samba e marchas de orgulho gay. Alertamos para o perigo de se obter isenções de imposto de renda para ofertas em igrejas.

Brass Scales Of Justice Off Balance, Symbolizing Injustice, Over White

Nas eleições de 2018, tivemos uma onda conservadora sem precedentes no Brasil. Na verdade, iniciou na Europa após a frustração com os resultados do socialismo que se manteve no poder após a Grande guerra. Após a surpreendente ascensão de Donald Trump, o movimento evangélico estabeleceu mais pontes com a América Latina. Os latinos representam 1/4 dos eleitores dos EUA e mantém a fé evangélica bastante ativa.

A abolição do tráfico negreiro custou 18 anos da vida de William Wilberforce. Seus projetos de lei abolicionistas foram derrotados oito vezes (em 1791, 1792, 1793, 1797, 1798, 1799, 1804 e 1805). Como intimidação, chegou a ser assaltado e surrado duas vezes. A luta ganhou a aderência de grupo de evangélicos, chamados jocosamente pela sociedade inglesa de “os santos”.

Depois de muita oração e perseverança, em 1807, uma maioria de 283 votos contra 16 aprovou a lei da abolição da escravatura proposta por Wilberforce. Ao ser aprovada, todo o congresso britânico aplaudiu de pé o servo de Deus por vários minutos, enquanto ele chorava e louvava a Deus com o rosto entre as mãos. O resultado saiu nove meses antes da morte de John Newton. Por conta da decisão parlamentar, a Grã-Bretanha, que na época era a maior potência mundial, declarou guerra ao tráfico de escravos no mundo. Nem ela e nem ninguém mais poderia traficar escravos.

Estimo que o Brasil tenha 30% de evangélicos. Umas regiões possuem mais cristãos, regiões nobres das cidades possuem poucos. Nas periferias das grandes e médias cidades, a presença evangélica alterou a cultura vigente desde programas de TV, rádio, expressões populares e redes sociais. Em 2030, teremos cerca de 40% de evangélicos e 38% de católicos. Será a primeira vez que uma mudança religiosa ocorrerá sem resultado de guerra.

Outro dia, quando perguntado se votei no Bolsonaro, disse que tinha todo o perfil: branco, maior de 50 anos, morador do Sudeste e evangélico. Foi a primeira vez que não temi ao me declarar evangélico. Dizem que o Brasil tem liberdade religiosa mas sou do tempo em que o crente era chamado de “bíblia”.

Alguns líderes ‘bobões’ tem saudade desse tempo porque gostariam de ver as igrejas protestantes pequenas sem a necessidade de ver a ascensão contínua de líderes pentecostais e igrejas com estruturas em células.Tenho dúvidas se eles são mais alinhados com suas regras de fé ou com ideologias marxistas. O movimento evangélico se estabelece quando as ‘7 montanhas’ exibem sua ocupação e passamos a sentir os efeitos benéficos dos valores do Reino de Deus aplicados em nossas estruturas falíveis.

Enquanto isso, temos profetas na terra e apóstolos se movendo entre as nações.

 

 

Anúncios