Mateus 18:1-4 “Naquela mesma hora chegaram os discípulos ao pé de Jesus, dizendo: Quem é o maior no reino dos céus? E Jesus, chamando um menino, o pôs no meio deles,
E disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto, aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus.”

Marcos observou que Jesus perguntou o que os discípulos estavam discutindo quando voltavam para Cafarnaum (Mr 9.33-50). O assunto era quem era o maior, quem era o mais importante. Engraçado, esse assunto está sempre voltando. Parece que aquela discussão surgia, com frequência, entre os discípulos, durante o ministério de Jesus. Dá pra perceber uma certa tensão entre os discípulos. Então na casa de Pedro, Jesus chamou uma criança, para muitos o filho de Pedro, e advertiu os discípulos.

mico#11

C.S.Lewis, em Mere Christianity, diz: “orgulho é câncer espiritual. Ele destrói qualquer possibilidade de amor, alegria ou senão ambos (…) poder é o que o orgulho deseja”.

Humildade é ter consciência de sua posição. Humildade significa buscar o interesse do próximo. Jesus não queria que nos tornássemos infantis. Ele usou a figura do menino para trazer a necessidade da pureza pessoal. Ele esperava que eles fossem mais sinceros entre si e menos ambiciosos.

Pouco tempo depois, os ouvintes trouxeram crianças para que Jesus as abençoasse. Quando Jesus entrou em Jerusalém, as crianças, em coro, gritaram: Hosana ao Filho de Davi. Jesus lembrou que delas vinha o perfeito louvor. Ele citou o Salmo 8 que é um dos meus preferidos. O salmista lembra que nossas crianças calariam o nosso adversário. A obediência forneceria o poder para calar nosso inimigo. A humildade nos torna mais obedientes. E obedientes aos princípios da Palavra de Deus.

Mas, vendo os principais sacerdotes e os escribas as maravilhas que Jesus fazia e os meninos clamando: Hosana ao Filho de Davi!, indignaram-se e perguntaram-lhe:
Ouves o que estes estão dizendo? Respondeu-lhes Jesus: Sim; nunca lestes: Da boca de pequeninos e crianças de peito tiraste perfeito louvor? (Mt 21.15,16)

A aclamação “Hosana ao Filho de Davi” pronunciada na estrada, quando Jesus entrava em Jerusalém, agora se repete dentro do templo. No templo, vários milagres aconteceram: “Vieram a ele no templo cegos e coxos, e ele os curou” (v 14). Na estrada o narrador diz que a multidão clamava. No templo, somente os meninos gritavam: “Hosana ao Filho de Davi” (v 15).

Hosana (Ὡσαννα) é mais uma expressão aramaica (הוֹשַׁע נָא) que entrou no Novo Testamento grego. A versão hebraica da palavra aparece no Salmo 118.25: “Salva-nos (הוֹשִׁיעָה נָּא), Senhor! Nós imploramos. Faze-nos prosperar, Senhor! Nós suplicamos.” No Salmo 118, a expressão é um grito de socorro e se segue por: “Bendito é o que vem em nome do SenhorDa casa do Senhor nós os abençoamos.” (Salmo 118.26). Mesmo no Judaísmo o Salmo 118 era interpretado por alguns como fazendo referência à vinda do Messias (salmo messiânico).

Você já parou para observar como as crianças  se relacionam? Como são sinceras e espontâneas. A ansiedade não as devora. Acho que a proposta do Senhor passava por esse estilo de vida.

C.S.Lewis, Mere Christianity – Zondervan Publishing, 1952 – edição renovada

 

Anúncios