Na cidade de Cuiabá (MT) uma igreja evangélica é aberta a cada 15 dias. De acordo com o Perfil Socioeconômico apresentado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano da prefeitura, de 2003 a 2010 foram 233 igrejas abertas na capital.
O crescimento dos evangélicos no país também é sentindo em Mato Grosso, o último Censo do IBGE contou mais 745.000 evangélicos espalhados pelo Estado.
Em Anápolis, segundo o Censo 2010 do IBGE, entre os declarados cristãos, a maioria segue a religião Católica Apostólica Romana: 190.204 pessoas (56,90%). A religião Evangélica soma 115.244 pessoas (34,47%). A religião Espírita, ainda, de acordo com a pesquisa, é seguida por 4.587 pessoas (1,37%).
O grupo da religião Evangélica de Missão conta com um total de 12.077 pessoas, sendo: 6.558 da Igreja Evangélica Presbiteriana; 2.855 da Igreja Evangélica Batista; e 2.223 da Igreja Evangélica Adventista. O grupo da religião Evangélica de Origem Pentecostal soma 71.335 pessoas e está distribuído da seguinte forma, segundo os dados do IBGE: 39.11 da Igreja Assembleia de Deus; 2.652 da Igreja Congregação Cristã do Brasil; 9.759 da Igreja Evangelho Quadrangular; 2.719 da Igreja Universal do Reino de Deus; 1.700 da Igreja Deus é Amor, além de outros grupos.
Em 1959, a missão “Asas de Socorro” organizou uma oficina de aviação em Anápolis, considerada a primeira oficina de manutenção de aviões do Centro-Oeste. Ao longo de sua existência, a missão Asas de Socorro tem procurado atender os
grupos indígenas, sertanejos e ribeirinhos que vivem nas comunidades isoladas no interior do Brasil.
A Missão Novas Tribos do Brasil também se destaca no trabalho
assistencial de cunho protestante. Foi criada em Goiânia, no ano de 1953 e transferiu-se para Anápolis em 1990, e prioriza o atendimento aos grupos étnicos minoritários do Brasil.

Blog Paracleto

Cálculos do Conselho de Pastores de Goiânia indicam que existam cerca de 70 denominações evangélicas em Goiânia, que possuem mais de 2 mil pontos de culto. A multidão de fiéis já se aproxima das 500 mil pessoas na capital, número estimado pelo Conselho de Pastores de Goiânia. A estimativa, aliás, corrobora pesquisa realizada no último trimestre do ano passado pelo Ipsos Estudos Marplam/EGM. O levantamento indicou que 36% da população com mais de 13 anos de idade da capital e de alguns municípios da Grande Goiânia seriam evangélicos. Dados do último Anuário Católico do Brasil, de 2009, indicam que a Arquidiocese de Goiânia, que engloba a capital e vários outros municípios, possui 108  paróquias (existem também as comunidades e capelas que não estão aqui numeradas) e 234 padres. Já os evangélicos apresentam números de mais de 2 mil igrejas e mais de 12 mil pastores na capital.

Goiânia católicosGoiânia pentecostaisConforme os dados do…

Ver o post original 1.154 mais palavras