As práticas pentecostais estão em processo de assimilação pelas igrejas evangélicas: bater palmas, gritar “aleluia” e batalha espiritual. Muitas igrejas evangélicas de missão perceberam que o pentecostalismo é mais adaptável à realidade dos latinos americanos.
Muitas igrejas na Europa e EUA estão utilizando os latinos e negros, oriundos de igrejas africanas, para impulsionar seus cultos e dinâmica religiosa.

Blog Paracleto

Segundo dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem 11.951.347 negros evangélicos. Desses, 8.676.997 (72,6%) são pentecostais, enquanto a população negra de umbandistas e candomblecistas não alcança 253.000 pessoas. Por que os negros fizeram opção pelo pentecostalismo?

Evolução_da_população_brasileira_conforme_a_cor_(1872-1991)Se relacionamos os dados de crescimento dos evangélicos no Brasil, veremos que o gráfico é semelhante à afirmação da população negra no Brasil. Embora tenhamos casos de exclusão racial na sociedade brasileira, a presença de negros nos púlpitos de igrejas evangélicas coincide com o processo de “indigenização” da doutrina e forma da igreja brasileira. Ocorreu, de modo mais visível, no curso do movimento pentecostal.  O falecido pastor batista Nilson Fanini reconheceu ao afirmar: “A igreja católica fez a opção pelos pobres, mas eles fizeram opção pelo pentecostalismo”.

“Com gritos estranhos e pronunciando coisas que aparentemente nenhum mortal em seu juízo normal pudesse entender, teve início, em Los Angeles…

Ver o post original 548 mais palavras

Anúncios