Condenado a ser aposentado

Linda Stern (Reuters, de Washington, apude Valor, 29/04/13) aconselha: “Considere se divertir mais na fase pré-aposentadoria”. Reblogado de Fernando Nogueira da Costa, que posta artigos sobre Economia muito interessantes.

Linda segue aconselhando: “Quando você estiver se aproximando dos anos pré-aposentadoria, provavelmente já terá ouvido este conselho centenas de vezes: trabalhe mais. Aperte o cinto. Deposite o máximo de dinheiro possível em seu plano de Previdência Complementar porque você poderá viver até os 100 anos e precisará do dinheiro depois.

E se você estiver impaciente para começar a colocar em prática algumas daquelas viagens que planejou fazer quando se aposentar? E se você não quiser adiar as aulas de tênis, a oficina de carpintaria ou a viagem familiar de várias gerações até fazer 70 anos? E se você não espera viver para sempre?

Este conflito – viva o dia de hoje, planeje o amanhã – é considerado o principal desafio da vida.

Ela criou uma nova campanha publicitária, chamada “pratique a aposentadoria“, pela qual conclama os “baby boomerscontinuar trabalhando, mas também a começar a gastar mais em diversão pré-aposentadoria, mesmo que isso signifique restringir as contribuições ao plano de previdência. 

Adie a data, mas não a satisfação da aposentadoria“, diz uma planejadora financeira sênior da previdência complementar.

A abordagem dela é baseada na pesquisa da T. Rowe Price que mostra o seguinte: ‘parar de trabalhar cedo ou começar a usar antes da hora os benefícios da seguridade social pode realmente minar a renda dos anos mais tardios da aposentadoria. Mas reduzir as contribuições previdenciárias nos últimos anos de trabalho é bem menos danoso’.

E aquelas atividades divertidas podem estar mais disponíveis quando você ainda está trabalhando. Tome, por exemplo, a necessidade de transição para a aposentadoria com mais passeios de prospecção de imóveis, e se divertir nesse processo, mesmo sabendo que seu orçamento provavelmente exigirá a saída das caras metrópoles, quando se aposentar. 

Quando se sobrevive a um câncer, a única coisa que a pessoa gostaria é aprender a aproveitar o máximo de cada dia. Não olha tanto pra frente como as outras pessoas.

Em uma investigação realizada com 320 organizações brasileiras, apenas 18% adotavam o PPA, embora muitos dos seus principais executivos (75%) tenham admitido que esses programas eram importantes para os trabalhadores (França, 2008). Mesmo nas organizações que adotam tais programas, poucos são os profissionais que realizaram algum curso sobre envelhecimento ou mesmo que tiveram oportunidade de realizar um diagnóstico sobre as percepções dos trabalhadores diante da aposentadoria e de seu respectivo planejamento. A organização, ao oferecer um programa que propicie bem estar aos seus empregados, acaba por agregar valor ao seu produto, sem falar no clima organizacional, em que trabalhadores jovens e mais velhos percebam a preocupação com o bem-estar dos empregados.

Ela não tem pressa em se aposentar, acredita que gostará de se mudar para um clima mais agradável, e de não necessitar demonstrar mais sua posição social.

Eis mais algumas ideias sobre como se divertir agora sem esgotar os recursos de que você precisará depois:

– Não abandone seu emprego diário. Abrir mão de renda e benefícios e começar a Previdência Social vai atrapalhar você. Portanto, tente continuar trabalhando se puder.

– Considere a possibilidade de trabalhar menos. Se você não puder trabalhar meio período, talvez possa pelo menos tirar uma semana ou duas a mais de férias. Mesmo que tenha de usar umas poucas semanas de folga não remunerada, isso pode dar a você tempo para uma viagem especial sem afetar seu plano de longo prazo.

– Realize agora algumas das aventuras da aposentadoria. Pense nas viagens especiais que você estava guardando para a aposentadoria e tente avaliar se elas são viáveis agora. Você pode precisar apenas de algum planejamento criativo para começar a realizar antecipadamente sua lista de passeios. Faça espécie de “test drive de aposentadoria“. Por que não fazer aquele cruzeiro de aniversário ou passar três semanas na Europa enquanto você está de férias, em vez de esperar para fazer isso quando se aposentar?

– Use a pré-aposentadoria para preparar o caminho para a diversão pós-aposentadoria. Se quiser jogar golfe quando se aposentar, compre já seus tacos, associe-se a um clube e tome lições enquanto pode arcar com tudo isso. Compre aquela câmera fotográfica, a máquina de costura sofisticada, o equipamento de ginástica, as ferramentas elétricas ou aquele barco  enquanto você tem o contracheque. Com as devidas desculpas àqueles que vendem Fundos Mútuos, considere isso como um investimento para a aposentadoria.

– Sonde o futuro. Você pode tirar suas férias nos lugares que pretende conhecer quando se aposentar. Isso não apenas lhe proporciona o prazer das férias, como permite seguir para o próximo estágio, para ver se você vai gostar. Afinal, é melhor ter uma ideia de como tudo funciona antes de escrever sua carta de desligamento e colocar uma placa de “vende-se” na frente da sua casa.