Se você não leu o livro “A Cabana”, o pr. Mark Driscoll aconselha: “Não leia!”. Foi uma confusa tentativa de explicar a Trindade. As comparações são idiotas. As consequências perigosas. Se você leu, esqueça-o e denuncie. Siga o vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=f6MZ1sn3r6o

Blog Paracleto

Recentemente, li o livro de Jacobsen e Coleman que trata de uma estória do encontro de um pastor exausto com quem considera ser o apóstolo João.
Na página 29, ele relata o argumento do apóstolo: “A proposta de Jesus não é… reunir uma multidão de fiéis e construir novos templos”. A proposta do livro parece ser o retorno ao primeiro amor e à essência de ser um discípulo de Cristo. Mas o argumento citado pode pretender frear o crescimento da igreja.
A tradução dos versos bíblicos, citados nas páginas 38 e 39, careceu de melhor revisão. Por exemplo, Most High não foi traduzido como Altíssimo, mas literalmente Mais Alto.
No capítulo 3 o ensino religioso é alvo de críticas. Na página 45, ele cita uma pesquisa em que “… 90% das crianças que freqüentaram escola bíblica abandonam a congregação quando saem da casa dos pais.” Faltou dizer se abandonaram a…

Ver o post original 416 mais palavras

Anúncios