Eles não gostam de sinais fechados, de dias nublados e menos ainda de segundas-feiras. Enquete realizada pelo Laboratório de Pesquisas da UniCarioca comprovou nas ruas que o dia preferido dos cariocas é sábado (39%), seguido da sexta-feira (38%). Ou seja, 77% dos ouvidos dizem que só são felizes no fim de semana. O dia mais odiado, por sua vez, é segunda-feira, quando 63% dos entrevistados sofrem por ter de começar mais uma semana.

A pesquisa, feita com moradores de vários bairros, foi inspirada em trabalho semelhante da Universidade de Vermont (EUA). Só que, no estudo sobre os hábitos dos britânicos, o domingo foi apontado como o dia mais esperado da semana. Já o mais odiado é a quarta-feira.

– Vimos essa pesquisa, em que foram analisados 2,4 milhões de mensagens pela internet, e pensamos: como seria o resultado aqui no Rio? Mas aqui decidimos pesquisar nas ruas, ouvindo as pessoas, com um questionário – explica o professor de administração e marketing da UniCarioca, Jaime Pereira.

Dia semana preferido

Os resultados mostraram que a prioridade dos cariocas é a diversão. E que eles contam as horas para a chegada da sexta-feira, dia ideal para os que querem fazer sexo (27%), beber (29%) e iniciar um novo relacionamento (26%). Já o sábado é aguardado como o dia oficial de sair à noite para a balada (28%) ou fazer programas culturais, como ir ao cinema e ao teatro (30%). Tudo porque, de acordo com os organizadores da enquete, os cariocas podem aproveitar a noite sem precisar acordar cedo na manhã seguinte.

O pior dia para fazer sexo é a terça-feira (7%) e para sair à noite, o domingo (5%).

– A pesquisa mostra a realidade dos restaurantes, que têm no sábado o melhor dia – diz Darcílio Junqueira, superintendente do Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes do Rio (SindRio).

O estudo comprovou que o carioca tem verdadeira ojeriza às segundas-feiras. Tanto que é nesse dia que muitos (32%) preferem ser demitidos. Segundo o pesquisador, porque acreditam que terão a semana inteira para “correr atrás do prejuízo” ou mesmo para “se acostumar com a ideia e não passar o fim de semana amargurados”. Também é na segunda-feira que eles preferem ir a enterros (33%). O motivo? “Dá para aproveitar e emendar mais um dia no fim de semana”.

Chuva: segunda ou terça

E, se tiver que chover, que as águas caiam no começo da semana (27%) ou na terça (21%). Nunca no fim de semana, “para não estragar”.

– A segunda já é encarada como um dia ruim por tanta gente que, já que é para ter uma notícia ruim ou fazer algo desagradável, que seja numa segunda – interpreta a psicóloga Luciana de la Peña, do Espaço Trocando Ideias.

Curiosamente, também é na segunda-feira que a maior parte encara o chefe para pedir aumento de salário (32%) e faz investimentos financeiros (59%).

Para a psicóloga Ana Paula Gester, diretora da Glia (centro de terapias), os resultados da pesquisa não confirmam a tese de que carioca não gosta de trabalho:

– Todo mundo espera pelo fim de semana, até mesmo o mais workaholic dos paulistas, porque é o momento de alívio, de conquistar a liberdade, a busca de prazeres, hora de sair, namorar. Já a segunda é a hora de volta à realidade. Se o carioca fosse avesso a trabalho, já ia gostar de começar a sair e se divertir na quinta, e a pesquisa não mostra isso.

Foram ouvidas 698 pessoas – homens (49%) e mulheres (51%), principalmente com idade entre 26 e 45 anos (56%).

________________________________________________________________________________

Em média, 48,4% dos norte-americanos relataram sentir muita felicidade e prazer, sem um monte de estresse e preocupação, em 2013, um ligeiro aumento de 48,0% em 2012. Felicidade dos americanos é para baixo a partir de 2011 e o mesmo que em 2010. Aqueles que experimentam o oposto – um monte de estresse e preocupação, sem um monte de felicidade e prazer – permaneceu estável em 11,0%, onde pairou ao longo dos últimos seis anos. Americanos níveis de estresse auto-relatados de pico durante a semana de trabalho, diminuir ligeiramente nas sextas-feiras, e cair ainda mais nos fins de semana.

Apesar de ser 2013 um ano cheio de incerteza econômica e política em os EUA e ao redor do mundo, os níveis de estresse se manteve estável e felicidade aumentou ligeiramente. Enquanto o humor não é indicativo de bem-estar de uma pessoa, seguindo o humor diário da nação pode fornecer informações sobre dois dos elementos que compõem o bem-estar de uma pessoa – relações sociais e de saúde física. Quando os adultos passam mais tempo socialmente, os níveis de felicidade e prazer aumentar. O estresse, por outro lado, pode afetar negativamente a saúde física.

_______________________________________________________________________________

On average, 48.4% of Americans reported feeling a lot of happiness and enjoyment without a lot of stress and worry in 2013, a slight uptick from 48.0% in 2012. Americans’ happiness is down from 2011 and the same as in 2010. Those experiencing the opposite — a lot of stress and worry without a lot of happiness and enjoyment — remained stable at 11.0%, where it has hovered throughout the past six years. Americans’ self-reported stress levels peak during the workweek, decline slightly on Fridays, and fall even more on weekends.

Daily Mood Yearly Averages, 2008-2013

Despite 2013 being a year filled with economic and political uncertainty in the U.S. and around the world, stress levels remained steady and happiness increased slightly. While mood is not indicative of a person’s well-being, following the daily mood of the nation can provide insight into two of the elements that make up a person’s well-being — social relationships and physical health. When adults spend more time socially, happiness and enjoyment levels increase. Stress, on the other hand, can adversely affect physical health.

________________________________________________________________________________

Researchers at the University of Vermont analysed 2.4 million blogs and internet messages to find out which days of the week we love the most by counting the number of positive and negative words used.

The findings show Sunday is our favourite day with our worst day being Wednesday. Research shows that Mondays are our the second happiest day as we are still upbeat from the weekend.

But what are the best and worst days for doing things?

Mondays are a good day to invest in the stock market but a bad day for staying alive. Shares on a Monday tend to move in a similar direction as Friday making it easier to predict price changes. A fifth more deaths happen on a Monday and it is the most common day to die of a heart attack.

Tuesdays are a good day to update blog pages but a bad day for sex. The most hits on blog pages are recorded on Tuesdays. We have the least sex on Tuesdays according to an NOP health survey.

Wednesdays are a good day to ask for a pay rise but a bad day for driving. In a survey of 1,500 bosses, most revealed they were more receptive to requests a Wednesday. On Mondays they are too busy preparing for the week ahead and by Thursday and Friday they are thinking about the weekend. Most traffic accidents happen on Wednesdays according to vehicle management firm Velo. It came to this conclusion after analysing 55,000 insurance claims.

Thursdays are good to give up smoking but bad for rain. Your willpower is strong for the first few days which helps you get through the weekend. On average 2.97mm of rain falls on a Thursday making it the wettest day of the week.

Fridays are good to sack someone but bad for earthquakes. Judi James, a business consultant, says Mondays are a bad day to tell someone they are fired because they only take the negative message. But on a Friday the words may not be as wounding and he or she may even agree it is time to look for another job. Half of the worst earthquakes in history struck on a Friday, including one that killed 30,000 in Gujarat, India, and 2003’s in Bam, Iran, that left 40,000 dead.

Saturdays are a good day to have a baby but a bad day for drinking. Babies born on Saturdays have a better than average chance of becoming Prime Minister. Of 20 British leaders elected since 1900, six were born on a Saturday including Harold Wilson, Stanley Baldwin and Anthony Eden. The number of people admitted to hospital for alcohol poisoning increases by two-thirds on Saturdays, the British Medical Journal revealed.

Sundays are a good day to communicate but bad for cooking. A third more people opened their personal emails on a Sunday compared with a busy weekday, according to new research. One in five of us say cooking a roast dinner is as stressful for the family as going to the dentist. One in 10 prefer crisps in front of the television.

Anúncios