Na beira do brejo, um sapo estava tomando sol.
  De repente, sem perceber, o sapo foi agarrado por dois meninos que começaram a falar:  – Olha que bicho feio! Vamos fazer um favor para a natureza e matar este bicho.
  Foi aí que o sapo começou a falar:  -Não façam isso comigo. Não fiz nada contra vocês. Não me matem.
  – Sabe o que temos que fazer? Vamos te afogar. Gritaram os meninos.
  -Não me joguem na água. Pediu o sapo.
  E jogaram na água. Após algum tempo, o sapo emergiu sorridente. Os meninos ficaram furiosos.
sapos
Passou algum tempo, os meninos pegaram o sapo de novo e disseram:  -Você é ruim de morrer. Vamos jogar naquelas pedras.
  –Não me joguem na pedra. Respondeu o sapo.
  Eles o jogaram com força. Mas o sapo não sofreu dano e sorriu.

Moral da história: não adianta jogar o sapo na água ou na pedra. O sapo se adapta rápido em qualquer lugar.

carona sapo

Anúncios