A injeção de dinheiro do BNDES nas grandes empreiteiras brasileiras as transformaram em uma espécie de construtoras para-estatais. Elas contratam equipamentos e mão-de-obras e sob o domínio de sindicatos, entidades de classe e políticos, elas contratam, decidem, constroem. Algo precisa mudar, algo precisa ser feito.

Blog Paracleto

Ver o post original

Anúncios