Quando cheguei ao Edifício-Sede da Petrobras, em janeiro de 2002, foi um momento de mudanças. No culto ecumênico, realizado na Páscoa daquele ano, o pregador representante dos evangélicos foi o pastor Neemias Marien. Ele já expressava valores diferentes da grande maioria dos evangélicos no Brasil.

Conversamos com alguns líderes que trabalhavam na Empresa. Após contatos e protestos, ele foi substituído por outro pregador. Vale a pena se expressar e buscar os melhores interesses do Reino de Deus.

Neemias Marien fora da Petrobras