“Sete semanas contará para você; desde que a foice cortar o ômer, começará a contar sete semanas. E fará a festa das semanas ao Eterno, seu D’us; o que puder dar de sua mão, dará, como o houver abençoado o Eterno, seu D’us. E alegrar-se- á diante do Eterno, seu D’us, você e seu filho, e sua filha, e seu servo, e sua serva, e o Levita que está nas suas cidades, e o peregrino, e o órfão, e a viúva, que está no meio de si, no lugar que escolher o Eterno, seu D’us, para ali fazer habitar o Seu Nome. E recordar-se-á que servo foi no Egito; e guardará e fará estes estatutos:” (Deuteronômio 16, 9 -12)
Shavuot1
No 16° dia do mês Nisan, a cevada a ser usada na oferta na oferta do Omer era colhida em um grande evento público. Moradores da vilas do entorno de Jerusalém poderiam participar da celebração.
O Omer é contado a cada dia após o anoitecer, da segunda noite de Pêssach até a noite anterior a Shavuot. Hoje são 47 dias, que perfazem 6 semanas e 5 dias do ômer.
Este ano, a Festa de Pentecostes será celebrada no dia 15 de maio, um dia antes do aniversário de criação do Estado de Israel. Um acontecimento sem precedentes.
Shavuot2
Após completar a colheita, os kohanim, (sacerdotes), poderiam trazer cestos cheios de cevada para o lado leste do àtrio do Templo. Ali, os grãos eram cortados, assados e peneirados em 13 peneiras. Um punhado de farinha era queimado no altar e o resto era comido pelos kohanim.
A festa deve ocorrer quando se completar a contagem de Omer, sete semanas, não havia nenhuma data fixa na Torá. Em relação ao hebraico, ela está sempre ligada ao mês de Sivan, e inclui um dia na terra de Israel e dois dias na disáspora(fora de Israel).
Shavuot3
Torah orienta que os primeiros grãos oferecidos devem consistir de sementes frescas de cevada assadas em uma peneira , e então postos  sobre a refeição do evento. “Sobre ela deitarás azeite, e lhe porás por cima incenso; é oferta de cereais” (Leviticus 2:15)
 É costume nas festas a visitação ao kibutz ou kibutzim, aos produtores de derivados de leite e as fazendas para ver a colheita do trigo. Visita aos Parque Nacionais – Como ainda é primavera em Israel e os campos ainda estão floridos, muitos israelenses optam para passear nos parques nacionais que estão sempre abertos durante as festas com exceção de Yom Kipur, o Dia do Perdão.
Anúncios