Tenho motivado alguns líderes de projetos sociais que usam o esporte como ferramenta para ensinar princípios de cidadania e o evangelho, para cuidarem da parte legal de sua Associação. Além disso, é necessário investir em esportes olímpicos que serão foco de patrocínio crescente nos próximos anos. A inclusão de modalidades femininas é oportuna pois elas carecem de oportunidades nas igrejas, clubes e comunidades. A organização Embaixadores do Rei, presente em muitas igrejas, é um bom exemplo de como temos potencial para realizar e incluir crianças e rapazes de nossas comunidades. Ela foi resultado do Cristianismo muscular que veio para o Brasil assim como a ACM (Associação Cristã de Moços).

A Petrobras anunciou em 21/08/2012, os projetos de esporte educacional contemplados na Seleção Pública do Programa Petrobras Esporte & Cidadania. Foram selecionadas 32 iniciativas de 17 estados brasileiros, que receberão R$ 30 milhões durante dois anos. Os projetos são voltados para a inclusão social e o desenvolvimento humano de crianças e adolescentes por meio de atividades esportivas.

Por região, o Sudeste está representado por 12 projetos, o Nordeste por oito, a região Sul por cinco, os estados do Norte por quatro, e o Centro-Oeste, por três. Foram inscritos pela internet 892 projetos de todo o país. Após uma primeira triagem, que verificou os documentos enviados, 436 projetos passaram por comissões de avaliação compostas por representantes do governo, da sociedade civil, da imprensa e da Petrobras. Depois das diversas etapas de avaliação, foram selecionados 32 projetos que mobilizarão aproximadamente 45 mil participantes diretos. Veja a lista completa dos selecionados no site: www.petrobras.com.br/ppec.

O Programa Petrobras Esporte & Cidadania foi construído em alinhamento com a Política Nacional do Esporte, com o objetivo de apoiar o desenvolvimento do esporte olímpico brasileiro e contribuir para a democratização do acesso popular a práticas desportivas.

Até 2014, serão investidos cerca de R$ 265 milhões em quatro segmentos – Esporte de Rendimento, Esporte Educacional, Esporte de Participação, Memória do Esporte – que contemplarão crianças, adolescentes, atletas e diversos outros profissionais relacionados ao mundo do esporte.

A Seleção Pública de Projetos Esportivos Educacionais é parte das ações do Programa Petrobras Esporte & Cidadania, no segmento Educacional. Em 2011, a Seleção destinou recursos para projetos esportivos alinhados aos princípios de inclusão, construção coletiva, educação integral, diversidade e autonomia. As Caravanas Esportivas são oficinas livres e gratuitas para a capacitação das instituições na elaboração do projeto. Aproximadamente três mil participantes passaram pelas oficinas, em 26 estados brasileiros e no Distrito Federal.

Foram aceitos projetos sob responsabilidade de pessoas jurídicas de direito público ou privado sem finalidade econômica e de natureza esportiva (cujo ato constitutivo disponha expressamente sobre sua finalidade esportiva), com pelo menos 01 (um) ano de funcionamento.

Os Centros Petrobras de Referência Esportiva são resultados de parcerias com instituições da sociedade civil com o propósito de contribuir para o fortalecimento e qualificação das práticas de esporte para crianças e adolescentes.  Representam espaços de construção, implementação e disseminação de metodologias e práticas esportivas educacionais, que reconhecem o esporte como um fator de desenvolvimento humano e transformação social. Atuam, enquanto espaços de referência e exemplaridade, como pólos articuladores de redes de esporte educacional, nas quais se concretizam as trocas de saberes e experiências de cada um dos atores envolvidos. Até 2012, serão sete Centros espalhados por todo o país como o existente na Comunidade da Mangueira, Rio de Janeiro.

Centros de referência

Puderam candidatar-se projetos em andamento ou em fase de planejamento que tenham como foco o esporte educacional. O Processo Seletivo foi desenvolvido em três etapas:

• Triagem Administrativa;
• Avaliação dos Projetos;
• Conselho Deliberativo.

As equipes de Seleção Pública foram integradas por especialistas da Petrobras e representantes do governo, da academia, da sociedade civil e da imprensa. O Processo Seletivo buscará uma abrangência nacional dos projetos aprovados, procurando contemplar, no mínimo, três projetos por região do país. Projetos que trabalhem com mais de uma modalidade esportiva serão priorizados nas situações de empate técnico.

Projetos que trabalhem com as modalidades previstas no segmento de rendimento do Programa Petrobras Esporte & Cidadania (esgrima, boxe, taekwondo, levantamento de peso e remo) serão priorizados nas situações de empate técnico, em qualquer uma das fases.