Diante de uma governador ex-sindicalista, a PM baiana entrou em greve durante o carnaval. Consequência: os militares foram convocados para fazer a segurança e, de quebra, conhecer o carnaval baiano.

Um contigente de 800 soldados do RS estão no Rio de Janeiro. Motivo: estão cobrindo as férias dos soldados no Morro do Alemão. Com isso, às custas do Estado, os militares ganham o benefício extra de conhecer o carnaval carioca.

São estas ações que bagunçam a Administração Pública e indica que algumas classes continuam com privilégios em relação à maioria da população brasileira.

Anúncios