•As organizações estão acolhendo pessoas com idades que cobrem um espectro de mais de 40 anos. Essa tendência vai aumentar na próxima década.

•Segundo a HSM Management (maio-junho 2009): “Pela primeira vez na história corporativa, há quatro gerações compartilhando o escritório.” Os boosters ou baby-boomers (tradicionais) e a geração Y (busters) são os grupos mais numerosos. Entre 50% e 75% dos executivos seniores norte-americanos, no final de 2010, e 75 milhões de gestores, até 2015, terão se aposentado.
•Os boosters adoram reuniões, os jovens detestam. Os boosters gostam de falar por eufemismos. Os mais jovens preferem a franqueza.
 O quadro abaixo demonstra as diferenças das gerações em relação às ações missionárias:
 •Neste momento, a Geração X (boomers)está na metade da vida. Estão decidindo qual o caminho seguir.

 •A sua influência nos próximos 25 a 40 anos não tem precedentes. Afinal, há 100 anos atrás, a expectativa de vida era de 35 anos. Hoje, em muitos países é possível viver até os 70 ou 80 anos.