A Igreja Universal do Reino de Deus anunciou que irá construir na zona leste de São Paulo uma réplica do Templo de Salomão. Com capacidade para receber 10 mil fiéis, o templo não será de ouro e prata, como o original, mas promete ter detalhes iguais ao do antigo santuário.

A construção terá 55 metros de altura, o que correspondente a quase duas vezes a altura da estátua do “Cristo Redentor”. Segundo o bispo, o templo irá ocupar 70 mil metros quadrados de área construída no Brás. A previsão é que a obra fique pronta daqui a 4 anos.

No mesmo bairro situa-se a sede da Igreja Mundial do Poder de Deus, a igreja que mais cresce no Brasil Em número de templos, a Mundial superou duas de suas três concorrentes neopentecostais: a Internacional da Graça, do missionário R.R. Soares, e a Renascer, do casal Estevam e Sônia Hernandes. Nos últimos dois anos, a Mundial praticamente multiplicou por dez seu tamanho (em 2008, eram 250 templos). Mantido o atual ritmo de crescimento, ela ultrapassaria a Universal até 2012. A igreja de Edir Macedo afirma ter 5.200 templos e 10 mil pastores.
“Calculo que mais de 50% dos membros da Mundial saíram da Universal, uns 30% da Internacional da Graça e o resto das demais evangélicas ou outras religiões”, diz Paulo Romeiro, professor de teologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie e autor de um livro sobre a igreja.

Ocorre que o empresário Silvio Santos entrou na “disputa” ao patrocinar a construção de uma sinagoga no Jardim Paulistano que vem sendo chamada sinagoga de Senor Abravanel, nome verdadeiro do apresentador de TV.