No Post de 4 de março de 2010, alertei para a flexibilidade deste Governo em favorecer a entrada de MDO estrangeira no Brasil. A alegação constante é que não há MDO qualificada. Mas a verdade é que o Brasil é visto como local para refugiados e sem oportunidades nos seus países de origem. Recentemente, o 1º ministro libanês propôs a migração de milhares de cristãos daquele país para o Brasil.

Como no Post citado, o Rio de Janeiro teve 40,4% das autorizações cedidas. Mais da metade entra com nível superior completo. A maioria, 71,6% é para estrangeiros que trabalham a bordo de embarcações e plataformas estrangeiras.

O Brasil possui 8 milhões de desempregados, mas recente pesquisa pela Fundação Dom Cabral, das 76 maiores empresas do país, 67% tem dificuldades para preencher vagas. O Agronegócio está importando mão-de-obra da Argentina, Paraguai e Uruguai.

Normalmente, os estrangeiros vem para ocupar posições importantes em empresas multinacionais e, pasmem, em estatais! Esse é um tipo de crime lesa-pátria que deve ser exposto e julgado. Quer um exemplo? Veja a lista de passageiros do vôo da Air France que caiu no Atlântico em 2009. Muitos descendentes diretos de estrangeiros ou estrangeiros fazendo negócios em nome do Brasil.

#paracleto
#Pesquisas
G/P
Jair