O texto de Apocalipse 2:1 – 3:22, apresenta uma avaliação de algumas igrejas cristãs, durante a visão que o apóstolo João teve na ilha de Patmos. A primeira resposta que tenho é que era a região destinada à supervisão de João.
A maior parte do livro de Atos dos Apóstolos mostra a atuação dos apóstolos Pedro e Paulo na expansão do evangelho. João, no seu exílio, tem oportunidade de publicar a avaliação de suas igrejas.

Sobre Éfeso, nota trabalho e paciência, que não pode sofrer os maus, que confrontou falsos apóstolos e aborrece os nicolaítas.

Sobre Esmirna, Jesus conhecia suas obras, embora passando por tribulação e pobreza possuía riqueza. Falsos judeus são encontradas naquela igreja.

Sobre Pérgamo, reconhece que retém Seu nome, não negou a fé ao batalhar com a Espada. Porém, alguns seguiam a doutrina de Balaão e aos nicolaítas.

Sobre Tiatira, identifica amor e serviço. Há crescimento pois a últimas obras são maiores que as primeiras. Quanto a doutrina, tolerava Jezabel.

Sobre Sardes, adverte sobre vigilância para receber e guardar a Palavra. Faltava qualidade no serviço quando diz “não achei obras perfeitas”.

Sobre Filadélfia, mostra uma porta aberta para o testemunho. Prediz que os da sinagoga de Satanás virão e se prostrarão em razão da Palavra.

Sobre Laodicéia, Jesus exerce disciplina. Revela que a igreja era morna e precisava de unção nos olhos. Ele convida para comunhão e cear naquela casa.

#paracleto
#Revelações da Palavra
G/P
Jair

Anúncios