João 14:8,9 Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta. Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai?

mico#14

Durante a ocasião da Páscoa, Filipe foi abordado por alguns gregos que desejavam ter um encontro particular com Jesus. Ele os conduziu a Jesus. Em um dos eventos de multiplicação de alimentos, Filipe argumentou que 200 denários não seriam suficientes para alimentar a multidão.

Pouco depois da Ceia, Jesus estava falando claramente sobre sua morte. Filipe estava diante do Emanuel, o Deus conosco, mas ainda não compreendia isso. Talvez, naquela interrupção, Filipe esperasse algum tipo de ‘teofania’ como a registrada em Êxodo 33.18.

O mico de Filipe foi não perceber e aceitar que Jesus era Deus. E Jesus estava tornando isso mais claro especialmente aos seus discípulos. Muitos teólogos e líderes seguem o mesmo erro. Muitas heresias foram construídas ao longo da História como Arianismo, adocionismo, docetismo e entre outras. As heresias fizeram e fazem muita gente desviar do Caminho. Testemunha de Jeová e Mormonismo são seitas contemporâneos que surgem desta mesma raiz.

O Senhor Jesus viveu 30 anos em preparação e paciência. Então, em 3 anos (10% do seu tempo) desenvolveu Seu ministério. Ele investiu a maior parte de seu tempo com os discípulos em torno da Galileia, com algumas viagens para as Festas Bíblicas. Cerca de 18 dos 33 milagres registrados, foram realizados em torno das cidades do Mar da Galileia. Aproximadamente, 25 milagres ocorreram na província da Galileia. Todos os 12 discípulos tinham origem na região.

Penso não ser fácil para um líder se certificar que alguém, que você esteja investindo tempo e recursos, te provar que não está contigo. Muitas vezes, as pessoas seguem líderes não para lhes dar suporte, mas para pressioná-los. Lealdade é uma qualidade que vai sendo construída ao longo do tempo. Pode ser aperfeiçoada e aproveitada pelo líder e liderado. Quando chegamos a certa idade, a maturidade já nos permite escolher quem nós vamos apoiar e seguir. Líderes jovens precisam entender e valorizar os mais experientes.

De fato, o envelhecimento, em vez de ser visto de maneira negativa, como um desafio insolúvel, pode ser visto como uma oportunidade. O envelhecimento saudável e produtivo pode ser uma fonte de ganhos através do segundo bônus demográfico. Os idosos não devem ser vistos como custo para a sociedade, mas como capital humano capaz de melhorar a qualidade de vida geral.

A sociedade pode ganhar com o processo de envelhecimento e o fenômeno do segundo bônus demográfico, como diz Bloom:

Tudo depende da preparação e do poder de adaptação, tanto do ponto de vista individual como coletivo. Antecipar uma vida mais longa significa que as pessoas provavelmente pouparão mais para os anos em que não estarão trabalhando. Indica também a revisão de políticas de aposentadoria para desestimular a saída precoce do mercado de trabalho”.

Se o idoso acreditar no seu potencial e a sociedade criar mecanismos de inclusão produtiva da população grisalha, o problema da redução da força de trabalho seria resolvido e o equilíbrio atuarial da previdência poderia ser solucionado.

O primeiro bônus demográfico é um fenômeno temporário que teve data limite de vencimento. Ele durou enquanto o percentual da PEA cresceu em relação à população total e findou quando a população em idade ativa diminuiu. Mas o segundo bônus demográfico começa quando o processo de envelhecimento populacional atinge altas proporções, porém não tem prazo para terminar. Quanto maior for o envelhecimento maior poderá ser o segundo bônus demográfico.

David Bloom. Dá para para tirar vantagem do envelhecimento da população. Exame, SP, 03/07/2014
http://exame.abril.com.br/revista-exame/edicoes/1068/noticias/o-valor-das-horas-de-voo

Anúncios