Segundo Karl Barth, os cristãos deveriam ser sal e luz entre as Organizações humanas. Concordo com ele, ser contra a existência de partidos cristãos.
Acho que não teria sentido nem nos contextos de grande maioria de outras religiões. Parece que o estrago para a imagem do Evangelho é maior que os benefícios trazidos para poucos líderes.

Blog Paracleto

Ver o post original

Anúncios