A tribo perdida de Manassés volta a Israel

Israel decidiu conceder vistos a cerca de 50 membros da tribo Bnei Menashe, que diz ser uma das dez tribos israelenses que teriam se perdido há mais de dois mil anos. Há dez anos, o país já havia permitido a entrada de 1.700 dos 7.200 integrantes do grupo que atualmente reside na Índia, mas a política de vistos foi posteriormente interrompida.

O grupo ganhou mais importância em 2005 após um rabino tê-la reconhecido oficialmente como uma das dez tribos israelitas perdidas muitos séculos atrás.  Acredita-se que o grupo pertença a uma das dez comunidades que foram exiladas quando os assírios invadiram o norte do reino de Israel no século VIII a.C. Segundo a história bíblica, o império assírio exilou à tribo de Manassés de sua terra faz quase 3.000 anos. Alguns mantêm que estes exilados, que se estabeleceram no nordeste da Índia, mantiveram suas raízes judias durante mais de 2.000 anos.

No caso da tribo de Bnei Menashe, produziu-se um importante debate em meados da década passada sobre se realmente tratava-se de descendentes da tribo de Manassés ou se, pelo contrário, o mito tinha-se estabelecido na população a partir da chegada de missionários cristãos a esta terra no século XIX.

Ainda que as provas de DNA não deram uma confirmação sobre o assunto, há signos culturais (uma canção que recorda ao canto de María, alguns rituales, a tendência ao monoteísmo) que alguns estudiosos têm vinculado com as prováveis raízes judias de, ao menos, parte da população, que seguramente depois misturar-se-iam com os habitantes do lugar, guardando alguns dos costumes judeus.

De acordo com os relatos transmitidos por sua tradição oral, a tribo diz que nos últimos dois milênios passou pela Pérsia (atual Irã), Afeganistão, Tibete, China e Índia, onde acabou se fixando nos estados de Manipur e Mizoram, no nordeste do país.

Raízes
Houve momentos emocionantes no Aeroporto Internacional Ben Gurion, em Tel Aviv, quando os cerca de 50 membros dos Bnei Menashe se reencontraram com parentes que tinham ido para Israel no primeiro ciclo de imigração.

Centenas mais devem chegar ao país nas próximas semanas, disse Michael Freund, chefe do grupo Shavei Israel, que ajudou a organizar a viagem. ‘Os membros dessa tribo jamais esqueceram suas raízes e estamos animados em poder ajudá-los a voltar’, acrescentou.

Mas há quem critique a decisão. Para os que se opõem, as ligações da tribo com o judaísmo não têm base histórica. Eles acusam os Bnei Menashe de querer fugir da pobreza na Índia.

Reconhecimento
Em março de 2005, após anos de investigações, o rabino-chefe Shlomo Amar reconheceu as demandas dos Bnei Menashe oficializando-os como uma das tribos perdidas de Israel.

O anúncio levou a uma onda de imigração para a ‘terra prometida’, onde os membros da tribo foram convertidos ao judaísmo ortodoxo pouco depois da chegada. O fluxo se interrompeu em 2007, quando o governo decidiu suspender a política de conceder vistos a esse grupo. Agora, com a revisão desta suspensão, acredita-se que todos os integrantes da tribo que ainda estão na Índia imigrem para Israel.

_____________________________________________________________________________________________

A “lost tribe” has come home to Israel and the return could be part of biblical prophecy. CBN News was at Ben Gurion Airport when more than 50 members of the Bnei Menashe tribe made history.

The group was just the first of a long-awaited migration. Nearly 2,000 tribe members live in Israel, but five years ago the government stopped their return. “I feel like I’m home,” one tribe member said.

Another told CBN New they were, “excited, overwhelmed. And unexplainably, you know, feeling in my heart. I feel like crying. I’m emotional, total loss for words.”

A recent decision now permits all the Bnei Menashe, about 7,000, to return. “The ten tribes may have been lost to us for many centuries, but they were never lost in terms of their identity,” Michael Freund, with Shavai Israel, told CBN News.

Freund worked for years to help bring about this moment. He said he believes the Bnei Menashe return fulfills of biblical prophecy. “The prophet Isaiah says ‘al tera qui ka ani,’ which means ‘fear not for I am with you, God says,” Freund explained. “‘Me israch avi zerecha,’” which translates ‘from the east I will bring your descendants.’”

“These are the descendants of Israel and they are coming back from the east,” he said. “It is as if the headline of today was written by Isaiah the prophet 25 or 2,600 years ago. It’s a phenomenal thing.”

The Assyrian Empire exiled the tribe of Manassah almost 3,000 years ago.  Although they settled in northeast India, tribe members kept their Jewish roots for more than 2,000 years. Several Christian organizations helped bring them home.

menashe

“In fact, the Hebrew prophets said when God gathered His Jewish people back from all the ends of the earth in the last days that there would be Gentiles helping and bringing them back,” David Parsons, with the International Christian Embassy Jerusalem, told CBN News.

“He said, ‘I’ll beckon to the Gentiles.’ And so we have this invitation from God Himself to be involved in this Aliya,” he said.

Another 300 tribe members are scheduled to arrive in January, with thousands more yet to come.

Anúncios