No julgamento que aconteceu na última quarta-feira, dia 28, o pastor Yousef Nadarkhani mais uma vez se negou a renunciar à sua fé em Jesus Cristo e, por isso, de acordo com a Sharia [Lei Islâmica] ele foi condenado pelo crime de apostasia (abandonar o islamismo) e sentenciado à morte por enforcamento.

Segundo o Compass Direct, uma fonte informou que eles podem matar o pastor Nadarkhani a qualquer momento. “Eles podem enforcá-lo ao meio dia ou então daqui a 10 dias. Às vezes entregam o corpo para a família junto com o veredito. Eles têm ultrapassado as fronteiras da lei”.

Representantes do Portas Abertas também receberam essa informação, mas não há certeza do que pode acontecer com o pastor. O ministério também informou que a família de Nadarkhani está bastante abalada, inclusive sua esposa está em estado de depressão.

Na noite de ontem a ACLJ (Centro Americano pela Lei e a Justiça) chegou a divulgar uma nota dizendo que um dos juízes havia revogado essa sentença, mas que essa informação não era certa, já que pode ser apenas uma mentira espalhada pelo serviço secreto iraniano para enganar os meios de comunicação que estão acompanhando o caso.

Estou em contato com o Irã”, disse uma fonte próxima a família do pastor para o Portas Abertas. “Mas as notícias não são muito boas, mas vamos esperar. Se eles realmente quiserem, eles podem matá-lo porque ele se recusou a negar sua fé. Deixamos tudo nas mãos de Deus.”

Líderes mundiais pedem liberdade

O Irã está atraindo críticas difundidas sobre os relatos de que um pastor iraniano enfrentará a execução por se recusar a negar sua fé cristã e voltar ao Islamismo.
Presidente da Câmara, John Boehner, emitiu quarta-feira uma declaração pedindo ao Irã para poupar a vida de Yusef Nadarkhani.

“Peço aos líderes iranianos que venham abandonar este caminho obscuro, e poupem a vida de Yusef Nadarkhani, concedendo-lhe uma liberdade completa e incondicional”, disse Boehner, republicano de Ohio.

“A liberdade religiosa é um direito humano e universal”, disse Boehner. Disse ainda da perspectiva de que Nadarkhani poderia ser executado “a menos que ele nega a sua fé cristã, é angustiantes para as pessoas de cada país e credo

“Enquanto governo iraniano afirma que promove a tolerância, ele continua a aprisionar muitos do seu povo por causa de sua fé. Isso vai além da legislação, sendo um problema de respeito fundamental pela dignidade humana”, disse Boehner.

O Secretário Britânico das Relações Exteriores, William Hague disse que “lamentou” os relatórios da sentença do pastor. Ele pediu que o governo iraniano venha respeitar os seus compromissos internacionais de direitos humanos e revogue a decisão.

Nadarkhani tem 30 anos, se converteu do islamismo ao cristianismo aos 19 e depois se tornou pastor de uma pequena congregação evangélica chamada de Igreja do Irã, informou a AFP.

______________________________________

Solicitamos sua participação para tentarmos impedir a execução do Pastor Yousef Nadarkhani, que foi condenado à morte no Irã por não se submeter a uma ordem juducial que determinou que ele deveria voltar a professar a religião islâmica.

Sua participação pode acontecer de três formas: através da intercessão por sua vida e família, pelo conforto deles neste momento de aflição; através da assinatura de uma petição pública eletrônica e através da mobilização de mais pessoas para participarem da intercessão e da petição.

Para assinar a petição pública no site da Christian Solidarity Worldwide siga os seguintes passos:

1. Acesse o site pelo link clicando aqui.

http://e-activist.com/ea-action/action?ea.client.id=88&ea.campaign.id=12209

2. Preencha os espaços requeridos com seus dados pessoais:

Nome, sobrenome, endereço, cidade, CEP e email. Após isso clique em “send email”

3. Na nova página que abrirá vá ao espaço onde está escrito ADD YOUR MESSAGE HERE, copie e cole o email abaixo (favor não acrescentar nada além do que está escrito). Para encerrar o processo clique em “send email”.

____________________________________________

Excellency, the Ambassador of Iran

Dear Sir,

Along with many other people around the world, I have been following with great concern the case of Pastor Yousef Nadarkhani, who is being tried by a court in Rasht due to his religious beliefs.

I am writing to express my concern and hope that the court will drop all charges against Pastor Yousef, in accordance with international law and especially Iranian law and constitution, which clearly allows freedom for Christians to maintain their religious beliefs and practices.

I am also requesting Your Excellency to pass on my appeal and that of many others to the Iranian government, as a matter of great urgency in this case, so that an innocent person may not be condemned and the constitution of Iran may not be violated.

I am very grateful for your attention to this request.

Respectfully and sincerely

Anúncios