Segundo o BLOG do Reinaldo Azevedo, um jornalista que faz história neste país, relata:

Uma das campeãs em obras no estado, a Delta Construções não limita seus ganhos a construções. Em maio de 2004, em parceria com outra empresa, a empreiteira assumiu quase 80% do sistema de medição de consumo de água da Cedae. Os novos hidrômetros – que causaram dor de cabeça a muitos consumidores, principalmente em 2006 – renderam até hoje pelo menos R$ 377 milhões em contratos para o consórcio Novoperação, formado pela Delta e pela Emissão Engenharia e Construções. Após seis anos estendendo o contrato com termos aditivos – prazo máximo permitido por lei -, o estado contratou, a partir de maio do ano passado, sem concorrência e sob a alegação de emergência, o mesmo grupo por mais um ano. Somente sem licitação foram R$ 49,8 milhões do total de R$ 377 milhões. Os serviços incluem a instalação e a leitura de hidrômetros.

E o prefeito Eduardo Paes também foi pego na mentira. Começou mentindo e dizendo que na gestão anterior (Cesar Maia), a Delta tinha mais contratos do que agora. Obviamente quando os números apareceram era o contrário. Na gestão de Paes é que a empreiteira Delta, do amigo de Cabral, está fazendo a festa. Bem o saldo descoberto até agora mostra contratos da Delta com Paes, da ordem de R$ 389,9 milhões. Sendo que quase triplicaram os contratos de emergência, sem licitação. Mas comenta-se na prefeitura que esse valor está previsto subir muito ainda este ano, por conta de obras para as Olimpíadas. 

Com certeza Fernando Cavendish, o amigo de Cabral e dono da Delta, não deve estar um pouco arrependido de ter doado R$ 1.150.000 para o PMDB, de Cabral e Paes, além de quantia idêntica ao PT. A Delta Construções realizou as obras de reurbanização de Marechal Hermes mas, com a aproximação dos Jogos Pan-Americanos de 2007, abandonou uma parte final das obras para focar no Evento. A revolta do povo contra Cesar Maia se deu nas urnas na eleição de 2008.