Nos últimos meses várias matérias de jornais trataram com destaque da iniciativa do Presidente da Nigéria – Goodluck Jonathan, que após reunião com universitários de seu país, se comprometeu a abrir uma página no facebook, em busca de maior interação com a juventude.

A CNN por exemplo, em matéria de George Webster, do dia 01 de outubro de 2010, fez um relato sobre o boom da iniciativa presidencial, e seu reflexo na política nigeriana.

Na matéria, o registro de que o Presidente da Nigéria faz atualizações diárias perfil no Facebook e abre novo espaço de interação com os jovens.

Com mais de 246 mil fãs , ele tem mais fãs que o primeiro-ministro britânico, David Cameron, a Chanceler alemã Angela Merkel, e chefe de Estado Sul-africano, Jacob Zuma. Goodluck Jonathan, presidente da Nigéria, criou seu perfil em junho deste ano, e raramente passa um dia sem uma  nova atualização sobre os acontecimentos e notícias recentes,  a política do governo e, naturalmente, a próximas eleições na Nigéria. Ele também aproveitou o impulso do público e roubou  um março em seus rivais, escolhendo o site de rede social  bastante popular para anunciar sua candidatura para as próximas eleições presidenciais em 2011. Entretanto, as postagens do presidente nigeriano no Facebook parecem ir além da agenda eleitoral. Em um exemplo bastante típico, ele se dirige a um usuário do Facebook, que fez uma sugestão para atender à demanda crescente de energia da Nigéria.  De uma forma direta e pessoal, sua interação sobre as questões de governo e administrativas tem atraído o público jovem do país. Cada novo post de Jonathan atrai milhares de comentários e alguns têm recebido até 6.000 respostas.

Blogueiros locais registram como positiva a  iniciativa do presidente, apontando que ele estava  buscando aconselhamento, pronto para ouvir e responder positivamente às sugestões.

Anúncios