Foram ouvidos, em março de 2010, moradores de 12 mil domicílios em 539 municípios de todos os estados, entre homens e mulheres com mais de 16 anos de diferentes faixas de renda e escolaridade.

A televisão é o meio de comunicação de maior abrangência. Segundo o levantamento, ela é assistida por 96,6% da população brasileira. Os canais de televisão aberta são assistidos por 83,5% dos entrevistados. Outros 10,4% assistem, além da TV aberta, canais de TV por assinatura. No total, os canais abertos são assistidos por 93,9% dos entrevistados. Somente 2,7% afirmaram que assistem apenas canais de TV por assinatura.

Segundo a pesquisa, os telejornais são considerados a programação televisiva mais relevante para 64,6% dos entrevistados. A segunda programação considerada mais importante são as novelas (16,4%). Os programas esportivos aparecem em terceiro lugar, com 7,2% da preferência.

Quase metade da população brasileira (46,1%) tem o hábito de acessar a internet, segundo pesquisa encomendada pela Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom). Desse universo, 66,5% têm acesso na própria residência e 65,5% possuem conexão de banda larga em casa. Entre os entrevistados de renda familiar mais alta – superior a dez salários mínimos mensais – o percentual de acesso à internet é de 79,9%. A proporção cai à medida que diminui a renda, alcançando 23,5% entre os entrevistados de renda familiar de até dois salários mínimos.

As regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste apresentaram percentuais mais elevados de acesso à internet, superiores a 45%. O Norte apresentou uma proporção de 39,1%, e o Nordeste, 37,5%. Na faixa etária de 16 a 24 anos, 68,8% afirmaram usar internet. Para os jovens, o lazer é principal motivo para acessar a internet. Entre os internautas de idade superior a 40 anos, o trabalho e a busca por informações são os principais motivos de acesso, de acordo com o levantamento.

De acordo com a pesquisa, 46,1% dos brasileiros leem jornais. Dessa parcela, 24,7% leem todos os dias e 30,4% leem uma dia por semana. Para 42,3% dos leitores, domingo é o dia mais importante para a leitura de jornais.

De acordo com a pesquisa, o rádio é ouvido por 80,3% da população – 60,9% dos entrevistados afirmaram que ouvem rádio de uma a quatro horas por dia. A programação musical tem a preferência de 68,9% dos entrevistados, seguida pelo noticiário (19,2%). O futebol é a terceira programação mais ouvida (5,4%), segundo apontou a pesquisa.

Na tabela mostra como era o perfil de utilização dos meios de comunicação em 1988: