Com base na fórmula abixo, os economistas da LCA, uma das maiores e mais respeitadas consultorias do Brasil, criaram uma equação matemática para a Copa deste ano.

“Para nós, é uma brincadeira. Afinal, futebol é número, porcentagem de vitória, gols pró, gols contra. Qualquer pessoa, quando aposta em um resultado, tem um modelo na cabeça, nem que seja apenas saber o histórico dos times”, diz Márcio Pages.

“O que fizemos foi o que um consultor em economia precisa fazer sempre: criar um modelo simples para explicar algo que parece complexo”, acrescenta o diretor da LCA, Celso Toledo.

O Brasil, de acordo com o JP Morgan, deve ser eliminado nas quartas de final, pela Holanda. Confronto bastante provável de ocorrer, aliás.

Já os especialistas em investimentos do banco Goldman Sachs também dão o vice-campeonato aos espanhóis. Mas, para eles, o vencedor será o time de Dunga.

“Também ficamos surpresos com alguns resultados que apontam chance de 50% de vitória para cada um dos times em confrontos muito equilibrados”, afirma Pages.

“Não consideramos disputas por pênaltis como outros modelos, pois é questão de cara ou coroa. É a tal caixinha de surpresas do futebol. Acreditamos que previsões econômicas são mais fáceis.”

Além de economistas e casas de apostas, também o videogame tem favoritos. A empresa EA Sports, fabricante do jogo oficial Fifa 2010, fez a simulação e chegou à final: Espanha 3 x 1 Brasil.

De acordo com o modelo brasileiro, a final mais provável é mesmo Brasil x Espanha. E os espanhóis teriam 55% de probabilidade de saírem campeões. Mas a maior chance é de empate no jogo, com a decisão nos pênaltis.

Um professor de economia da City University em Londres desenvolveu uma fórmula que prediz o ganhador da Copa do Mundo. O Professor Stefan Szymanski e o cronista de futebol, Simon Kuper, desenvolveram a teoria baseado em dados  econômicos.

#paracleto
#Pesquisas
G/P
Jair